sábado, 1 de dezembro de 2018

DL: O quanto você é influenciado por resenhas?


Recentemente eu li um texto muito bacana da Naiara Aimee no Instagram falando sobre como as resenhas podem influenciar algumas pessoas a ler ou não um livro. No texto, ela diz que raramente uma resenha negativa a fez perder o interesse em ler uma história que ela queria muito ler e deixou o questionamento em aberto para seus seguidores responder, o quanto nós somos influenciados?

Eu fiquei com isso na cabeça por dias. Na verdade, não exatamente pelo questionamento em si. Eu sei que eu sou realmente bastante influenciável por uma resenha. Mas fiquei pensando sobre o que isso significava de fato - será que é algo ruim realmente ou algo bom? E até onde uma resenha nossa pode mudar completamente a experiência literária de outra pessoa? 

Desde sempre as pessoas sempre buscaram conhecer os comentários de outras pessoas sobre alguma coisa antes de comprar/usar. Os jornais sempre tiveram espaços para reviews sobre livros, filmes, peças de teatro e até mesmo culinária, restaurantes e etc. A resenha sempre foi algo muito importante para nos ajudar a decidir se deveríamos dar uma chance a tal lugar, a tal história, a tal obra. E agora vemos isso com força total nos blogs e canais literários no Youtube.

Mas será que isso se tornou realmente algo tão negativo? Ser influenciado é algo tão ruim?

Sendo influenciador


Acho que seria um mito muito grande a chance achar que nunca estamos sendo influenciados - e que também não somos influenciadores! Mesmo que você não tenha um blog, só de comentar sobre determinada coisa nas redes sociais você pode estar influenciando uma pessoa - e isso pode ter muitos efeitos. Pode ser que você influencie alguém a comprar um livro bacana; pode ser que você influencie alguém a ter uma conclusão precipitada sobre algo que ela ainda não leu/testou.

Já publiquei resenhas negativas em que tive os comentários mais diferentes: havia pessoas que falavam que o interesse em se manter na história se manteve, mesmo com meus comentários, e que tentaria ainda assim dar uma chance ao livro; outras pessoas já falaram que passariam longe dessa história e não iria ler de jeito nenhum.

E por isso eu sempre tento muito esclarecer da melhor forma possível porque eu não gostei do livro e como esses pontos foram negativos para mim. Cada pessoa tem um gosto diferente e vê um livro por diferentes aspectos. É importante, nós, blogueiros, respeitarmos isso. Talvez uma falta de diálogos em um livro pode ser algo que me irrite muito, mas para outra pessoa pode não ter diferença. Alguém pode se irritar muito com um livro de linguagem mais rebuscada, enquanto outra pessoa amaria uma história contada assim. Varia muito de cada pessoa!

Então, eu sempre busco deixar claro nas resenhas negativas porque eu não gostei - se a pessoa ver que ela tem gostos parecidos com o meu, ela perceberá que para ela esse livro pode também não funcionar bem, mas se ela tiver gostos diferentes ou não ligar para determinados aspectos que destaquei, o livro pode ser uma ótima opção de leitura para ela.

Sendo influenciado


Eu, particularmente, quando vejo muitas resenhas negativas sobre um livro e acabo lendo, raramente consigo ter uma boa leitura. Começo a ver na história os pontos que foram mostrados naquela resenha e, sim, talvez isso fosse algo que sozinha eu não me daria conta. Isso é ruim? Acredito que depende muito de como você encara essa influência e com qual frequência ela ocorre.

Recentemente, eu li o livro Novembro, 9 e resenhei aqui. A Denise, do Queria Estar Lendo, também leu a história e nós não poderíamos ter tido impressões mais diferentes sobre os mesmos acontecimentos. Só que ao ler a resenha da Denise, eu percebi que ela tinha muita razão sobre a problematização levantada sobre Novembro, 9 e eu percebi que quando li O Lado Feio do Amor, outro livro da Colleen Hoover, minha visão estava bem influenciada por causa da resenha da Denise, acerca do outro livro da mesma autora. E isso não foi algo ruim. Eu senti que eu aumentei o meu senso crítico que não estava tão bom assim e consegui enxergar problemas que antes passaram despercebidos - mas que eu realmente não queria que passassem.

Acho que essa é a grande questão de uma resenha: ela te faz ver as coisas por outro ângulo, através de outro ponto de vista. Às vezes isso pode ser algo ruim, mas pode também ser algo muito bom. Sobre o quanto nós somos influenciados, não saberia te dizer, pois cada pessoa reage de uma forma completamente única a uma crítica (positiva e/ou negativa).

Eu vejo que muita gente vive com medo de confessar que é influenciado. Mas isso é a verdade. Quando lemos uma crítica e queremos ler o livro, somos influenciados da mesma maneira quando lemos uma crítica negativa e não queremos ler a história. Não há problema nisso. O problema é quando deixamos que todas as nossas opiniões sejam moldadas por outras pessoas e acabamos perdendo a noção sobre o que nós realmente gostamos ou não. 
Você também percebe essa influencia em suas leituras? Ou é algo que não te afeta muito? E como você lida com toda essa questão de influenciar e ser influenciado?


14 comentários:

  1. Oi Alêxia.
    Eu vivo os dois lados dessa questão. Por um lado eu sou a influenciadora, aquela que ao resenhar um livro, estou deixando ali a chance de influenciar alguém com as minhas impressões sobre um livro. Por isso respeito muito o meu trabalho e sempre sou sincera quando falo sobre o que leio. Como você disse, a leitura é algo muito pessoal e depende também do momento que estamos vivendo. Quanto a ser influenciada, não vejo nada demais, pois já comprei livros e outros produtos ao ler resenhas e ver anúncios ou comentários sobre eles. Enfim, como você mesma disse, o importante é não deixarmos de ter nossas escolhas e opiniões próprias.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. sempre que quero ler um livro, ou comprar um produto e etc, busco resenha em blogs, acho que a sinceridade é maior, sabe? afinal, não estamos preocupados em vender aquele produto, mas em passar a nossa experiencia sobre ele para o nosso leitor... eu adoro sempre.. as vezes, se for um livro, leio mesmo assim pra, quem sabe, ver se tenho outra opiniao.. mas produtos, tipo de cabelo ou make, eu confesso q desisto da compra

    abraços e sucesso!
    http://blogmodelando.com/

    ResponderExcluir
  3. Acho tão relativo, tem resenhas que me influenciam muiiiitoo, e outras bem pouco acho que depende do dia e como estamos kkk
    Beijos
    https://oneoffjulia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Alexia,
    Eu sou influenciada por aqueles que tem o mesmo gosto que eu. Se o blogueiro não tem muito meu gênero, eu levo em consideração o que ele diz, mas fico querendo ler para ter minha própria opinião. Já comprei livros por indicações de resenhas como também já deixei de comprar.
    beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Somos influenciados e influenciamos outras pessoas quase o tempo todo né? Aí vai de cada um filtrar as informações. Hoje se eu leio uma resenha de um produto que eu quero comprar e a pessoa diz que não gostou, eu entendo, mas não aceito tudo logo de primeira sabe? Se eu me identifico com os gostos daquela pessoa, é provável que eu também não vá gostar, mas por isso gosto de ler vááárias resenhas pra daí poder chegar numa conclusão.

    Rê | Rivière du Souvenir

    ResponderExcluir
  6. Oi Alexia, eu gosto de ler resenhas pra ver a opinião das pessoas, mas em alguns casos eu já conheço a personalidade de quem escreve e já sei se a opinião combina com a minha ou não. De qualquer forma realmente é bom tirar as próprias conclusões.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi Lex!
    Ótimo post!
    Pra mim depende muito, de que livro está se falando, meu nível de interesse nele, e o que é dito na resenha. Mas com certeza já fui influenciada (e provavelmente influencio tbm kk)
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olá, Aléxia.
    Acho que somos influenciados por tudo o tempo todo. Tudo o que compramos ou usamos vai ter a influencia de algo ou alguém. E com os livros não poderia ser diferente. Mas confesso que sou mais influenciada por blogueiros que sei que tem o mesmo gosto que eu. Mas nunca deixei de ler nenhum livro por causa de resenhas negativas, pelo contrário ai é que fico intrigada para saber o porque de tantos pontos negativos levantados pleo blogueiro. A não ser quando é de gêneros que já não curto mesmo com é o caso de New Adults. mas também já aconteceu o contrário de todo mundo elogiar e eu achar o livro ruim. Mas é como você falou, quando lemos outras opiniões a gente percebe coisas que se fosse somente nossa leitura não teríamos percebido. E eu acho isso legal e não o contrário.

    Prefácio


    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem?
    Acho que toda publicação tem o potencial de influenciar, mas não necessariamente o faça, porque na equação entram as motivações pessoais de cada leitor ao escolher um livro. Já deixei de ler obras por causa de resenhas negativas, mas em outras a curiosidade falou mais alto e eu insisti.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Oi Alexia,

    Adorei o texto, acho que não s[o nos livros, mas em tudo hoje acabamos sendo influenciados e também influenciamos a alguém. Acho algo bem normal, contanto que não passe ser algo que você deixe de decidir por medo de contrariar ou ser diferente em algo.

    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  11. Oi, Alexia!
    Menina, eu idolatro essa resenha de Novembro 9 da Denise. Eu nunca quis ler esse livro e depois dessa resenha, faço o sinal da cruz quando passo na frente de um. O Lado Feio do Amor é o meu livro favorito da Colleen porque eu tinha uma puta identificação com a Tate e a "relação" dela com o Miles, mas eu consigo enxergar o quanto é problemático.
    Eu geralmente sou influenciada por pessoas que tem o gosto parecido com o meu. Se elas curtem o livro, provavelmente devo gostar; se não, eu tento mas só se tiver muuuuito interessada na história.
    Quando faço resenha negativa, eu também tento elencar o que não gostei, mas deixando claro que vai do gosto da pessoa gostar ou não.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Natal Literário 2018: 5 kits, 10 ganhadores. Participe!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Lex!

    Adorei o post! Creio que o quanto você é influenciado por uma resenha varia muito da sua vontade de ler a obra. Se eu to extremamente louca por tal livro, não há resenha negativa que me desanimará de lê-lo, até porque a opinião varia de pessoa pra pessoa, mas se é um livro que só tenho uma leve curiosidade, não o descarto, mas também não dou prioridade pra leitura.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Aléxia

    Quer ver me deixar chateada é ler em uma resenha negativa comentários de pessoas falando que não vão ler o livro por conta dos pontos levantados por mim. Eu sempre procuro destacar que aquilo ali é apenas a MINHA opinião e acho problemático quando as opiniões - até mesmo as minhas - são levadas a ferro e fogo. Quando eu leio uma resenha negativa de um livro que eu quero ler levo em consideração o que está escrito, principalmente se o blogueiro em questão e eu tivermos gostos parecidos, é natural, mas eu procuro ir sem pré-julgamentos. Como você falou, resenhas negativas são importantes para abrir nossos olhos e expandir nosso senso crítico, mas honestamente eu acho problemático a internalização de opiniões que as pessoas costumam fazer.

    E sobre o termo ARC, é uma sigla em inglês para "cópia para leitura antecipada". :)

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  14. Oiiii!
    Bem eu sempre quero ler um livro quando gosto da resenha. Mas se for resenha negativa eu acabo não querendo ler, só se for um livro que eu queria ler bem antes, mas se for um desconhecido, a chance é grande de não ler.

    Beijos

    Camila Por Aí

    ResponderExcluir

BlogsBrasil