sábado, 2 de junho de 2018

Discutindo Livros: Sobre abandonar histórias


Oi, gente! Tudo bem?

Hoje estou aqui para a gente ter uma DL. E o tema dessa vez é um tanto polêmico: abandonar livros. Você abandona livros ou é do tipo que arrasta a leitura até o final para ter certeza de que o livro é ruim mesmo? Todo leitor tem uma opinião sobre o ato de abandonar livros, alguns ODEIAM ter que abandonar uma história, outros são completamente desapegados e abandonam logo nos primeiros capítulos, caso o livro não o tenha prendido. E tem aqueles que tem uma série de fatores para decidir se vai abandonar ou não um livro. 

Eu estava refletindo sobre isso porque me dei conta de que nesse ano eu abandonei VÁRIOS livros. Na verdade, eu já tinha uma boa lista de livros abandonados há um bom, bom tempo. Porém, esse ano parece que eu perdi totalmente a paciência e decidi sair abandonando vários livros. O que aconteceu na maioria das vezes foi o fato emocional. 

Veja bem, livro é uma coisa que consegue mexer bastante com meu emocional, assim como filmes/séries e músicas. Parece que enquanto eu consumo uma história, eu vou absorvendo diversos tipos de sentimentos. Tem histórias que fazem com que eu me sinta alegre, animada, outras me deixam mais leve, relaxada, e algumas tem uma carga emocional extremamente pesada e me deixam muito mal!

Recentemente isso aconteceu enquanto eu lia o livro "Outras palavras para o amor". Esse é um livro que eu queria ter tinha mais de 5 anos e eu estava mega ansiosa, fiquei super feliz em achá-lo em promoção por R$10, mas conforme eu ia lendo, ia ficando muito mal. A protagonista é mega invejosa, azeda e problemática. E isso tudo influenciou muito para que eu fosse me sentindo intoxicada durante a leitura. A situação ficou tão ruim que eu tive um bloqueio de dois meses de leitura. 


Por fim, decidi que vou abandonar a história e tentar passar o livro para alguém que queira ler, afinal, eu sei que isso foi apenas uma opinião pessoal de como eu me senti e tem várias outras pessoas que amaram o livro. Como eu não sei!

Outro caso que aconteceu esse ano foi com a leitura de "Como ter uma vida normal sendo louca", outro livro que eu queria ler há tempos e que eu achei em promoção. Fui ler bem animada e me decepcionei TANTO. Achei o livro tão, tão fútil! E ainda por cima cheio de ensinamentos errados e distorcidos da realidade. Eu sentia que estava perdendo tempo precioso de minha vida. E olha que o livro tem apenas 208 páginas!

Já aconteceram mais alguns casos que me fizeram abandonar livros. Eu não gosto tanto da ideia de colocar uma história de lado, até porque sempre acho que ela pode acabar melhorando depois. Porém, depois de ter lidado com alguns livros que foram uma total perda de tempo, eu comecei a desapegar de leituras ruins, pois, no fim das contas, a vida é curta e tá cheio de livro bom por aí esperando para serem lidos e desfrutados. Por que perder tempo?

No entanto, esse pensamento nem sempre me livra de completar leituras que são ruins. Infelizmente! E nem é sempre que eu me sinto confortável para abandonar um livro sem culpa e dor. Mas eu desenvolvi uma lista com alguns fatores que me fazem deixar um livro de lado e não tocar nunca mais nele:

  • O livro me passa sentimentos ruins, fazendo com que eu me sinta pesada, triste, deprimida, com raiva, irritada e etc. É o que eu chamo de livro tóxico; 
  • A narrativa do autor é muito RUIM;
  • A história não me prende de forma alguma;
  • Quando o livro tem algum tipo de abuso E ele é romantizado OU não está ali de forma crítica, para alertar;
  • Eu acho os personagens extremamente babacas;
 Nem sempre esses fatores vem desacompanhados. Ou seja, muitas vezes a história não me prende, mas nem por isso eu vou abandonar totalmente o livro. Porém, se a história não me prender e ainda por cima os personagens foram horríveis, aí sim eu começo a pensar em realmente deixar o livro para lá. Outro fator que acaba contando pontos é quando eu sinto que, com vários outros fatores ruins no livro, eu ainda por cima não vou aprender nada. Ou seja, aquele livro não vai acrescentar nada de útil na minha vida. Então eu decido abandonar a leitura.

E vocês? Como lidam com o fato de abandonar livros? 

17 comentários:

  1. Geralmente eu só abandono livros quando eles realmente não me prendem, mesmo eu fazendo várias tentativas. E na real, não tenho dó nenhuma de abandonar uma história ruim. Quanto a livros tóxicos, mesmo que eles me tragam tristeza, ainda assim, se a narrativa me prender eu não consigo parar de ler até o final. Foi esse o caso do livro "Proibido", meu Deus, que livro bizarro e depreciativo, mas eu não conseguia viver sem chegar até o final dele, quando terminei, eu fiquei uma semana angustiada.
    www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita gente fala mesmo desse livro "Proibido", que fazia a pessoa se sentir mal a leitura toda, mas que nao conseguia abandonar, rs. Por isso passo longe dele! Às vezes eu também prossigo com uma leitura faz eu me sentir meio mal, porém tem que ser bem escrita/ ter coerencia/ ter algum suspense que me prenda, rs. Obrigada pela visita e comentário, Leslie! Boa semana! Beijos!

      Excluir
  2. Se o livro não me prende eu abandono sem dó. Não sou obrigada a ler algo que não estou gostando e ler por ler não faz meu tipo! Nem todos os livros vão ser de nosso agrado né?

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso! ☺ Obrigada pela visita, Clarissa! ♥

      Excluir
  3. Oi, Lex! Tudo bom?
    Meu lema é que a vida é muito curta pra perder tempo lendo livro ruim. E, sem or, como tem livro ruim. Acho que o único sofrível que eu li até o final esse ano foi Novembro, 9 - mas é porque queria fazer uma crítica bem embasada, não porque alguma coisa na história tinha me prendido.
    Ultimamente esses pontos que tu citou são os que mais me fazem abandonar a leitura. Pro tanto de 'abandonado' tem muito 'vou ler' bom pra dar uma chance!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahhaha, Denise esse está também se tornando meu lema de vida! Não acredito que você não gostou de Novembro, 9!!! Eu vou caçar essa resenha agoraaaaaa!!
      Os Delírios Literários de Lex

      Excluir
  4. Oi Aléxia!
    Não sou muito de abandonar livros mas tenho aprendido a fazer isso sem culpa quando a leitura realmente não é pra mim. E isso acontece, no geral, por dois motivos: uma é o que vc chama de livro tóxico e a outra é se eu estiver achando extremamente chato. Mas nos dois casos eu insisto um pouco antes de abandonar, se não der mesmo, aí eu largo pra lá.
    Acho que isso já é uma evolução porque antigamente eu não abandonava de jeito nenhum. Sofria até o final mas chegava lá.
    Felizmente percebi que não tem motivo pra eu fazer isso comigo! hehe...
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sempre tento insistir um pouquinho, para ver se muda ou não. Mas eu também desisto de leituras quando a história está MUITO chata, rs. Eu também não gostava muito de abandonar, mas realmente era muito sofrimento ficar me prendendo em um livro que claramente eu não curtia. Obrigada pelo comentário! ☺♥ Um beijão!

      Excluir
  5. Oie,

    Quando a leitura não vai mesmo, eu decido parar, pegar outro e quem sabe mais para frente tentar esse outro livro novamente.
    Precisamos de leituras boas, não as que nos deixam mal.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, às vezes eu também só deixo um livro de "pausa" na estante, até porque muitas vezes é só questão de tempo mesmo, né? ☺ Beijos!

      Excluir
  6. Oi, Aléxia
    EU não tenho problema nenhum em abandonar livros, todo mundo lá no blog sabe que quando eu não consigo me prender ou não gosto, eu simplesmente passo pra frente a leitura, não tenho paciência pra ficar empurrando com a barriga.
    Agora vai de cada um. Esse ano mesmo abandonei vários, mas o peso na consciência nem existe mais.
    Beijo
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Lex!
    Eu também abandono os livros quando a leitura só me traz irritação. Felizmente esse ano estou mais seletiva com os livros, não estou lendo "qualquer um", então todos que comecei fui até o final.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi Alexia,
    Eu já abandonei livro sim, confesso que não é o que eu gosto de fazer, porque confesso: fico pensando no dinheiro que paguei e fico com peso na consciência, rs. Porém, se é uma temática que te faz mal, sou super a favor de abandonar. Tenta trocar ou até mesmo doar para quem você sabe que fará bom uso.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oii, Alexia.
    Eu também não gosto de abandonar livros, sabe? Mas quando uma história está em uma dessas situações, realmente não vale a pena continuar.
    Estava lendo um semana passada que a protagonista era uma egoísta, indecisa e aquilo que já estava me irritando, mas, ainda assim, continuei.
    A continuação abandonei pq não estava me chamando atenção, acontece.
    Ótimo post!
    Beijos!
    Dear Masen

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Bom, como você eu tenho uma listinha de fatores que me levam a abandonar ou não uma leitura. Alguns itens são parecidos com os seus, como ter abuso de forma romantizada, personagem pelasaco... Eu costumo ler até a página 50 e pensar: eu quero continuar lendo esse livro? Se a resposta for não ou agora não, eu devolvo ele pra estante. Eu costumo pegar livros abandonados pra ler um tempo depois e, geralmente, a história desenrola. Livro que romantiza abuso nem entra na minha casa que eu não sou obrigada.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  11. oi lex, eu tambem odeio abandonar a leitura, acho algo desrespeitoso com o livro e odeio muito fazer. Não gosto porque quando eu leio me sinto comprometida com o livro, e quando eu paro porque eu não gostei, acho como se fosse uma traição com a autora, mas tem livros que não tem jeito.

    Todas as vezes que eu penso em abandonar a leitura e imagino o quão dificil para o escritor escrever aquilo, sabe, quantos rascunho, o quão foi importante. As borboletas no estomagô em saber que foi publicado, então eu me sinto muiiiito culpada.

    Eu admito em frente publica que eu pulo algumas paginas para ver se historia vai melhorar e se não melhora, eu vivo culpada por abandonar a arte de uma pessoa

    https://dosedeestrela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi Aléxia, tudo bem? Adoro esse tipo de post! Recentemente parei para pensar sobre esse assunto e acho uma questão bem interessante para discutir. Eu não costumo abandonar livros, mas em algumas situações é inevitável e concordo com a ideia de "não perder tempo forçando a leitura de um livro que não está funcionando para o leitor". A leitura tem que ser prazerosa e/ou agregar alguma coisa ao leitor, senão ela perde o motivo de ser... o livro pode ser super afamado, mas não funcionar para um leitor específico e OK, isso é assim mesmo. Somos serem subjetivos e "gostar" é muito pessoal!
    Eu também acredito que uma leitura pode não dar certo para o leitor quando aquele não é o melhor momento e, talvez, se fosse em outra época/fase poderia dar certo.
    Nesse ano abandonei "Perto o bastante para tocar" da Colleen Oakley, porque a leitura estava arrastada e o tema tava muito enjoado, mas eu gostaria de terminar esse livro em algum momento.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Recomendo a leitura (clique na imagem para comprar)