A Ponte de Haven, de Francine Rivers | Resenha #40

a ponte de haven de francine rivers

Abra Matthews nunca sentiu que era alguém. Abandonada ao nascer embaixo de uma ponte, adotada pelo pastor Zeke e enviada para a casa de Peter e Priscilla aos 5 anos, Abra nunca experimentou de verdade o que era fazer parte de uma família, se sentir alguém. Até Dylan aparecer. O bad boy que aterrorizava a todos em Haven, mas era extremamente sedutor levou Abra para longe da pequena cidade com promessas e ilusões.

Depois de muitas reviravoltas, Abra finalmente se torna alguém. Mas agora ela se chama Lena Scott, uma atriz reconhecida de Hollwood da década de 50 que nunca passa despercebida. O único problema é que, enquanto sua identidade como Lena é construída, ela não consegue esconder quem é de verdade e as dores que carrega por onde passa. Seria possível curar essas feridas que se tornam cada vez mais profundas? Como achar o caminho de volta quando já se foi longe demais?

Título: A Ponte de Haven
Autor: Francine Rivers
Editora: Verus
Páginas: 434
Ano: 2015
Nota5/5
SKOOB | AMAZON
(Disponível no Kindle Unlimited!)

Francine Rivers me conquistou completamente com Amor de Redenção e eu não poderia estar com expectativas mais altas para A Ponte de Haven. Confesso que logo no começo, já quebrei um pouco as expectativas, pois não era exatamente o que me pareceu ser pela sinopse. Mas foi ainda melhor do que imaginei!

A história de Abra não segue muito linearmente, como eu esperava. É mais uma sucessão de reviravoltas e surpresas de arrepiar e deixar o coração na mão a cada capítulo. Mas, ainda assim, o livro segue em um ritmo tranquilo, embora envolvente. É uma mistura que somente lendo para entender como é possível.

Toda vez que acordava à noite e ficava olhando pela grandes vidraças da sala de estar silenciosa, concluía que Hollywood era um longo boulevard de sonhos desfeitos. (A Ponte de Haven)

A história circula em Abra, mas é repleta de personagens secundários que são extremamente importantes e interessantes também. Embora pareça ter um ritmo lento - afinal são mais de 400 páginas -, a escrita é tão cativante que eu ficava cada vez mais curiosa para entender quais seriam as próximas reviravoltas da história de Abra e como a autora solucionaria todos aqueles problemas que apareciam capítulo após capítulo.

O romance do livro é sempre em segundo plano, tendo em vista que o ponto principal é sobre a identidade de Abra, em ela se descobrir e aceitar o amor que ela recebe de forma incondicional - pela sua família e amigos. Mas, quando o romance aparece e começa a se desenvolver, é de arrebatar o coração com tamanha delicadeza! É aquele desenvolvimento sutil, de sentimentos puros, de graciosidade, que faz seu estômago encher de borboletas e de repente você começa sentir que é um dos personagens...

Sua mente lhe dizia que o que fora feito errado não poderia ser consertado. O que ela perdera não poderia ser recuperado. Mas seu coração tinha esperança. (A Ponte de Haven)

Francine tem um dom de tratar sobre temas espirituais (fé, perdão, cura, confiança em Deus) de uma forma leve e sutil, como deve ser. Abra é uma personagem extremamente real: cheia de traumas, inseguranças, medos, incertezas e apego à crenças que são produzidas por todos esses sentimentos. Mas também há personagens que estão sempre ali, ao seu redor, apoiando, suportando e incentivando-a a ser melhor.

O que você não entende é que meu amor nunca foi dependente de você ser perfeita. [...] Deus sabe que somos ambos humanos. (A Ponte de Haven)

Joshua, o filho do pastor Zeke e melhor amigo de Abra, é aquele homem que você lê pensando: será que existe alguém assim? Extremamente amoroso, gentil, compreensível. Mas que também tem seus temores, suas incertezas, seus medos. E nesse ritmo - entre personagens com sentimentos tão complexos e difíceis - a história vai montando um quadro muito rico sobre o que é a vida e como nós - todos os seres humanos - somos ricos em uma complexidade absurda.


A Ponte de Haven é aquele livro que faz seu coração apertar, em que você se sente chateada pelos acontecimentos, esperançosa pelo final, com empatia por cada um dos personagens e curiosa por alguns pontos obscuros que precisam ser esclarecidos - e são! Sinceramente, eu poderia escrever uma 10 páginas só sobre o quanto essa história me tocou. Mas não dá, né?

Então, eu espero que você se permita ter essa experiência incrível e emocionante e já coloque seu livro na lista para ler em breve. Mas, se você já quiser comprar vou deixar o link do livro na Amazon (aproveita que tá no Kindle Unlimited!):



Leia A Ponte de Haven:



You Might Also Like

16 comentários

  1. Em algumas das vezes que eu estive fuçando horrores na amazon, cheguei nesse livro e confesso que ele não tinha me atraído muito. Mas pelas suas palavras, acho que vou me interessar agora.
    Mil beijos,
    Amanda - @batomdamanda.
    www.batomveermelhoblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que capa mais bonita!
    Adorei conhecer


    ___________

    - Conhece meu cantinho? Te encontro lá, hein?

    Blog Meu Baú de Estrelas
    Meu Canal no Youtube
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oi Alexia,
    Eu já li um livro da Francine Rivers e gostei bastante, mas quem é realmente fã aqui em casa é minha mãe, rs. Certeza de que os olhinhos dela estariam brilhando por ese livro! rs
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá...
    Ainda não conhecia esse livro, mas, gostei demaaaaais do que li em sua resenha, pois, parece ser exatamente o tipo de leitura que curto! Adoro quando a leitura consegue nos tocar da forma que você descreveu pra gente...
    Dica anotada!
    BJO

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Aléxia.
    Assim que assinei o Kindle Unlimited eu já emprestei Amor de Redenção. Sempre vi comentários muito positivos sobre o livro e a autora. Agora vou adicionar esse também na minha lista porque me chamou bastante atenção também.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi, Alexia como vai? Sua resenha despertou meu interesse na leitura desse livro. Me parece ser incrível. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Nooooossa! É esse tipo de livro que me faz refletir e questionar a identidade de figuras públicas, que estão constantemente expostas a mídia. A Sociologia desempenha um papel importante na artimanha de tentar explicar tudo isso... as mentiras, as ilusões, as falsas promessas, e o mais importante: a infindável esperança e as crises existenciais. Abra certamente é uma personagem em que o leitor criará empatia, e nos mínimos e complexos detalhes que são intrínsecos aos seres humanos. Ótima abordagem, inclusive, gostei muito do teu blogger, e pretendo voltar mais vezes ( claro, se a rotina de terceiro ano do ensino médio e vestibulares, permite ) Um grande abraço <3

    https://bloganyduarte.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Aléxia, tudo bem?
    O livro parece intenso, especialmente por abordar tantas fases da vida da personagem principal. Esse tema da busca por identidade sempre rende discussões interessantes, é um assunto bem relacionável.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  9. Ola, eu achei a capa linda, mas lendo sua resenha e conhecendo um pouco mais, percebi que o enredo não seria muito do meu agrado.

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  10. É tão bom quando uma história nos surpreende assim. Ainda não conhecia esse livro, mas vou tentar encontrá-lo! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  11. Que bom que vc teve uma ótima experiência com esse livro.
    Confesso que ele não me chamou muita a atenção por que não sou fã de romances.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  12. Nossa que incrível o livro tratar disso, uma descoberta de si mesmo em tantas páginas, realmente parece ser meio lento, mas acredito em suas palavras, tenho certeza que irei me apaixonar se eu o ler.
    A capa é de tirar o fôlego e se o livro conseguiu fazer você se sentir como um dos personagens dentro da história também, eu posso dizer que esse livro é incrível.
    Aliás, bem diferente do que sou acostumada a ler, sou apaixonada apor romances, e esse que é carregado de delicadeza e acontece com calma me deixou instigada.Espero conseguir ler ele em breve ^-^
    Beijos *-*
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bem?
    Eu achei a capa linda! Confesso que só pela capa o livro já se emocionou. Eu não gosto muito de romances mais adultos, mas quando eles são construídos ao longo do livro, com delicadeza e sensibilidade eles tendem a me conquistar mais. Ainda mais quando os protagonistas carregam traumas e a autora tende a explora-los e desenvolver os personagens. Que bom que você gostou do livro, ele realmente parece ser ótimo!
    https://blog-apaixonadaporpalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Apesar de ter quebrado um pouco suas expectativas, que bom que acabou sendo uma leitura boa. Eu nunca li nada da autora e confesso que nunca tinha ouvido falar desse livro.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Aléxia.
    Que bom que gostou do livro e que ele te surpreendeu positivamente!
    Eu tenho Amor de Redenção. Comprei em um sebo faz alguns anos mas ainda não li. Quanto a este novo livro dela, não sei se vou ler. Apesar do plot da história ser muito interessante, não costumo curtir histórias com esse tipo de enredo.
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Oi, Aléxia

    Eu conheço a autora de nome, mas nunca li nada dela e nem conhecia esse livro. Que bom que a história te surpreendeu mesmo não sendo aquilo que você estava esperando. E gostei de saber que a autora aborda temas como fé de maneira sutil e leve; nada pior do que ler algo que quer te doutrinar.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com



    ResponderExcluir